segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Empoderamento

Uma das palavras que mais utilizo em meus processos de coaching, justamente por conseguir enxergar exatamente isso na evolução dos meus coachees.

Uma delas esses dias confessou-me que quando ouviu essa palavra pela primeira vez em nossas sessões, teve vontade de levantar e ir embora por considerar exagero de minha parte, mas com o tempo percebeu que não existia definição melhor para o que aconteceu com ela. 

Empoderar é um verbo que se refere ao ato de dar ou conceder poder para si próprio ou para outrem. No coaching é muito mais do que isso. É a verdadeira aceitação do quanto você pode assumir a identidade de uma pessoa capaz de explorar ao máximo os seus talentos e características sem dar muita atenção para as questões no qual você não é realmente bom. 

Quando descobrimos nosso perfil comportamental através do autoconhecimento, utilizamos a nosso favor todo o potencial existente em nossas características e passamos a fazer aquilo que realmente somos bons fazendo. Isso gera empoderamento. Percebemos que não precisamos nos entristecer por não conseguir assumir alguns papéis no mundo corporativo que na verdade não condizem com nossas habilidades. Somos iludidos muitas vezes por um título bonito num cargo qualquer, e passamos a perseguir alguns deles sem saber se seremos felizes de fato desempenhando tal papel. Além disso, muitas vezes ficamos paralisados por medo da crítica dos outros e isso retira toda a nossa força em direção a resultados. 

Assuma a sua verdadeira personalidade, mostrando ao mundo quem você realmente é. Quando assumimos o que somos, trabalhamos para ser cada vez melhores, entregando para as pessoas excelentes resultados. 

Autoconhecimento gera empoderamento. E é você que decide se está disposto a descobrir o seu poder.