sábado, 18 de junho de 2016

Estado de Flow :)

A vida é feita de momentos felizes, tristes e neutros. O dia tem 24 horas e podemos tentar medir, de 0 a 100, o tempo que nos permitimos ficar em cada um desses estágios durante o dia.

Nos momentos felizes, haverá picos de felicidade extrema onde corpo e mente fluem em perfeita harmonia. É um estado de excelência caracterizado por um alto índice de motivação, concentração, energia e desempenho, por isso também chamado de experiência máxima ou experiência ótima. Esse ápice chamamos de estado de flow, muitas vezes lembrado como os momentos mais felizes da vida da pessoa, os momentos onde ela se sentiu no seu melhor.

É importante identificar quais foram os momentos mais felizes da sua vida para diagnosticar o que realmente te faz feliz e proporcionar que eles aconteçam a todo o momento. Geralmente a pessoa entra no estado de fluxo (flow) quando está fazendo aquilo que mais gosta. 

Quando você faz aquilo que gosta, você tem mais motivação, se concentra com mais facilidade e fica tão profundamente envolvido e absorvido na atividade que nem percebe o tempo passar. Naquele momento, você não pensa em mais nada, não pensa nos problemas que ocorreram antes, nem no que terá de fazer depois, fica inteiramente focado no presente – no aqui e agora.

Na correria do dia-a-dia as preocupações tomam conta do nosso cotidiano gerando conflito entre razão e emoção que consomem muita energia gerando desgaste e stress emocional. No estado de flow não há conflito entre pensamentos, sentimentos e ações. Como já disse corpo e mente fluem em perfeita harmonia.

Pense sobre isso. Cultive o que você tem de melhor. Resgate os aspectos positivos da vida. Faça a sua existência valer à pena com alegria, otimismo, amor, resiliência, esperança e gratidão e obtenha mais flow em sua vida.

quinta-feira, 2 de junho de 2016

#Chateado

Muitas amizades são interrompidas por erros de interpretação. As pessoas são diferentes, cada uma com sua linha de raciocínio e sua maneira de perceber as coisas. O que chamamos de mindset. Ninguém percebe o mundo de maneira igual. Tudo passa pelos filtros da nossa mente que foram alimentados durante toda a nossa existência por crenças limitantes de várias pessoas que passaram pela nossa vida. E assim construímos nossos valores e consequentemente obtemos nossos resultados que podem ser bons ou ruins.

Eu não estou dentro do cérebro de outras pessoas em tempo integral e, portanto eu não faço ideia do que provocou determinada atitude de sua parte em algum momento de sua vida. O que eu tenho de modo concreto são as minhas percepções e as minhas verdades, os meus motivos para ter feito todas as coisas que fiz na vida, afinal consigo passar cem por cento do tempo comigo mesma. Logo, eu me entendo perfeitamente e sei muito bem justificar minhas falhas. Mas e as falhas dos outros? Como percebo isso?

Se eu não sei os reais motivos de qualquer outra pessoa para qualquer atitude que tenham tomado e percebo o mundo de maneira totalmente diferente, consequentemente não entenderei muitos comportamentos e por diversas vezes poderei me decepcionar com alguém gerando sentimentos ruins como injustiça e raiva. Entendeu? Não? Nem eu.  Vou tentar explicar de outra forma. Eu posso me ofender com algo que alguém fez, onde para a pessoa nenhuma ofensa ocorreu e para mim ela cometeu algo imperdoável, porque percebemos o mundo de forma diferente. E nesse processo todo dependendo da minha personalidade serei uma daquelas pessoas eternamente chateada com tudo que me acontece na vida sem entender o motivo pelo qual as pessoas são como são. É isso.

Para mim que não fiz nada por mal e agi dentro de uma linha de raciocínio x, está tudo bem, para outra pessoa pode ser que tenha feito de caso pensado algo para irritá-la profundamente. Daí entra o que chamamos de princípio 90-10. 90% é a percepção que temos sobre as coisas que nos acontecem e 10% é o que realmente acontece. Se você não encanar com determinada chateação ela vai desaparecer, mas se resolver encucar com isso vai acabar colocando uma energia desnecessária em algo que nem tinha tanta importância assim.  Tudo vai depender da maneira como você encara as questões do cotidiano. 

Entenda que as pessoas são diferentes, tente não ferir ninguém apenas agindo com os outros da mesma forma que gostaria que agissem com você e desencane completamente se algo não tão sério te decepcionou. Neutralize a situação colocando numa lixeira imaginária que se dissolve com o tempo. Afaste-se de quem te faz mal. Utilize sua energia no que vai trazer resultados positivos para sua vida para não perder tempo com quem não vale à pena. A vida fica bem mais leve quando aceitamos pontos de vista diferentes dos nossos e respeitamos o espaço de cada um. De preferência sem fazer drama por isso.